Pesquisa

Delimitação de Conceitos Utilizados pelo Projeto


“O que é performance? Uma peça teatral? Dançarinos dançando? Um concerto musical? O que você vê na TV? Circo e carnaval? Uma entrevista coletiva de um presidente da república? As imagens do papa, do modo como ele é retratado pela mídia – ou as constantes repetições do instante em que Lee Harvey Oswald era baleado? E esses eventos têm alguma coisa a ver com rituais, (…) ou danças com máscaras como aquelas de Peliatan, em Bali? Performance não é mais um termo fácil de definir: seu conceito e estrutura se expandiram por toda parte. Performance é étnica e intercultural, histórica e atemporal, estética e ritual, sociológica e política. Performance é um modo de comportamento, um tipo de abordagem à experiência humana; performance é exercício lúdico, esporte, estética, entretenimento popular, teatro experimental e muito mais. (…)”. (Victor Turner, From Ritual to Theater – The Human Seriousness of Play NY, PAJ Publications, 1982).


Assim, utilizando o conceito de performance oferecido por Richard Schechner e Brooks McNamara, percebe-se que o mesmo é amplo o suficiente para permitir um apanhado de relações culturais complexas, sem, contudo, perder de vista seus focos de atenção. O estudo da performance combina antropologia, artes performáticas e estudos culturais, usando lentes inter-disciplinares para examinar um conjunto de atos sociais: rituais, festivais, teatro, dança, esportes e outros eventos ao vivo. Como o antropólogo Victor Turner argumentou, a performance empresta insights valiosos para a formação e identidade permitindo um espaço para entendimento inter-cultural, e através dela os significados centrais, valores e objetivos da cultura são vistos em ação. O foco inter-disciplinar da performance rejeita alguns dos aspectos limitadores etnocêntricos herdados do teatro tradicional e dos estudos de dança, permitindo aos estudantes centralizar suas pesquisas em formas expressivas que extrapolam os limites dos gêneros de performances europeus. Isso pode incluir, por exemplo, algumas formas como a capoeira brasileira, a rumba cubana, as danças haitianas de Voudoun e a riqueza da performance indígena secular e religiosa de todas as Américas.

O Estudo da Performance e da relação entre performance e política oferece a possibilidade de um questionamento crítico que pode iluminar práticas culturais como aspectos da vida cotidiana no complexo movimento social dos nossos tempos. O projeto reconhece o valor de examinar as performances no seu contexto histórico, econômico e ideológico, enquanto reconhece que a mesma representa um papel vital na feitura daquele contexto social também.Estudando performance nas suas inumeráveis manifestações (sendo atuar, máscara, intervenção), estudiosos e artistas, podem analisar as suas formas para comunicar valores sociais ou religiosos, para elucidar identificação, ou para criar um senso de comunidade. Política por ela mesma, também fornece uma rica arena para análises de fenômenos.

No Brasil, a pluralidade das culturas trazidas da África tem um paralelo com a multiplicidade das culturas nativas das Américas: as formas espetaculares e ritualizadas de suas performances. Em seus conteúdos explícitos podemos observar em ambas profundo respeito pela natureza em todas as manifestações físicas, combinadas com uma ética e uma filosofia humanista. Os rituais, as danças, os ritmos e os mitos destas culturas têm providenciado um enorme manancial para autores, pintores, compositores e artistas plásticos. Embora estas pesquisas tenham sido estudadas de forma específica por antropólogos ou sociólogos, elas não foram analisadas como fundamentos estéticos e filosóficos da cultura popular brasileira.

Objetivos

Devido à abrangência de sua atuação, o projeto Estudos das Performances Africanas e Ameríndias e suas inter-relações no Brasil têm os seus objetivos divididos entre as três áreas de sua atuação: acadêmica, técnica e de extensão.

Objetivos Acadêmicos

1) Centralizar as pesquisas e atividades desenvolvidas em torno das culturas africanas e ameríndias e suas inter-relações no Brasil no tocante ao estudo das performances: rituais, festas, celebrações, folguedos, etc.

2) Promover o permanente debate teórico-metodológico e o aperfeiçoamento das estratégias em uso na pesquisa científica;

3) Realizar pesquisas em campo e arquivo, propiciando oportunidades de estágio, aperfeiçoamento e trabalho à comunidade científica;

4) Documentar pesquisas e performances utilizando técnicas de vídeo digital, fotografia e outros meios para criar um banco de imagens.

5) Prestar serviços, assessorar e atuar como consultor em projetos que impliquem na preservação do patrimônio histórico, artístico, ambiental e cultural brasileiro;

6) Divulgar a ciência brasileira e os resultados do projeto para a comunidade acadêmica nacional e internacional através de encontros, seminários, congressos, simpósios, palestras conferências, amostras, exposições, cursos, etc.;

7) Promover e apoiar cursos a nível local, regional e nacional que visem a formação e a reciclagem de educadores e pesquisadores, em seus vários níveis;

8 Manter permanente intercâmbio com Instituições universitárias e de pesquisa, nacionais e internacionais.

Objetivos Técnicos

1) Manutenção da já implementada estação de computador (network) capaz de arquivar textos, imagens, sons e bibliografia referentes às culturas afro-ameríndias.

2) Criação e manutenção de uma homepage com as entradas para as principais atividades de pesquisa e extensão desenvolvidas pelo NEPAA, buscando também a sua conexão com os principais núcleos afins em outras universidades e centros culturais do Brasil e do exterior;

3) Criação do Setor de Produção Audio-Visual, que ocupa uma sala no andar térreo do CLA para registro de performances e criação de obras áudio visuais.

Objetivos de Extensão

1) Desenvolver cursos e eventos culturais e acadêmicos e de extensão dentro da área das Performances afro-ameríndias que possam alimentar as pesquisas a serem desenvolvidas;

2) Contatar artistas, acadêmicos, sacerdotes, e demais pesquisadores conectados com as diversas culturas dentro do escopo afro-ameríndio.